11 2872-2185 
11 5589-3759
Clique aqui e agende sua Massagem

Notícias

Sangramento na gengiva e gripe podem aumentar o risco cardíaco

Todo mundo sabe que sedentarismo, maus hábitos alimentares e cigarro, por exemplo, são fatores de risco importantes para a saúde cardíaca. Mas não é só isso – como explicaram o cardiologista Roberto Kalil e a infectologista Rosana Ritchmann, apesar de esses serem uns dos principais vilões do coração, existem outros que também exigem atenção, como sangramentos na gengiva e até mesmo a gripe.

Em relação à gripe, o risco ocorre porque o vírus não se restringe apenas às vias respiratórias, podendo cair na corrente sanguínea, fazendo com que as toxinas se depositem nos vasos.
Essas toxinas inflamam os vasos, permitindo a entrada de colesterol na célula, formando placas de gordura. Com isso, o paciente pode desenvolver aterosclerose ou também miocardite e periocardite, que são doenças do coração com gravidade variável.

No caso da miocardite, o cardiologista Roberto Kalil alertou que as consequências podem ser graves, como uma insuficiência cardíaca, por exemplo. Por isso, uma outra maneira de cuidar do coração é tomando a vacina da gripe uma vez por ano, como recomendou a infectologista.
Além da vacina, cuidar da saúde bucal também protege o coração – uma pesquisa mostrou, inclusive, que 60% dos casos de infarto tinham relação com bactérias de origem na boca. Isso porque, se problemas como gengivite e periodontite, não forem tratados, essas bactérias podem cair na corrente sanguínea e chegar às válvulas cardíacas, causando a endocardite, que é um tipo de infecção. No entanto, mesmo se o paciente tiver sangramento na gengiva, a dica é nunca parar de usar o fio dental, e cuidar sempre da higiene dos dentes.

Além das bactérias da boca, outras bactérias também são fatores de risco, como as de uma pneumonia ou de uma infecção urinária, por exemplo. Nesse caso, o tratamento é feito com antibióticos por um tempo maior do que o normal, cerca de 4 a 6 semanas – se não funcionar, pode ser que seja preciso até fazer uma cirurgia de troca de válvula cardíaca, como explicou a infectologista Rosana Ritchmann. « Voltar

Informações e Contato

11 2872-2185 / 11 5589-3759
contato@holisticabemestar.com.br
Rua Dr. Luiz Migliano, 1986 - Cj.1606 - Morumbi - São Paulo / SP [ver mapa]